Noticias

Alimente-se com saúde: descubra a importância da dieta na prevenção da doença

O câncer é uma das principais causas de morte em todo o mundo e sua prevenção é um foco crucial da saúde pública. Segundo Max Dias Lemos estudos científicos demonstram que uma parte significativa dos casos de câncer pode ser evitada através de mudanças no estilo de vida, incluindo a alimentação. Este artigo examina como certos hábitos alimentares podem ajudar na prevenção do câncer, destacando os alimentos que oferecem benefícios protetores, os mecanismos envolvidos e as recomendações dietéticas para reduzir o risco da doença.

Saiba mais a seguir!

Cores no prato, saúde em dia: inclua alimentos antioxidantes na sua dieta

Os antioxidantes são compostos que ajudam a proteger as células do corpo contra os danos causados pelos radicais livres, que podem levar ao câncer. Frutas e vegetais são fontes ricas em antioxidantes, como vitamina C, vitamina E, e betacaroteno. Alimentos como frutas cítricas, frutas vermelhas, brócolis, espinafre e cenoura são exemplos de opções que podem ajudar a neutralizar os radicais livres.

Estudos epidemiológicos indicam que uma alta ingestão de frutas e vegetais está associada a um menor risco de vários tipos de câncer, incluindo câncer de pulmão, boca, esôfago e estômago. Conforme o estudante de medicina Max Dias Lemos, os fitoquímicos presentes nesses alimentos, como os flavonoides e os carotenóides, também desempenham um papel importante na prevenção da carcinogênese.

Além disso, consumir uma variedade de frutas e vegetais garante a ingestão de uma ampla gama de nutrientes e compostos bioativos, cada um dos quais pode contribuir de forma única para a redução do risco de câncer. A diversidade na dieta é, portanto, uma estratégia eficaz para maximizar a proteção.

Lute contra o câncer: inclua mais fibras na sua alimentação diária!

Como elucida Max Dias Lemos, a fibra alimentar é encontrada em alimentos como cereais integrais, legumes, frutas e vegetais, é essencial para a saúde digestiva e tem sido associada à redução do risco de câncer colorretal. A fibra aumenta o volume das fezes e acelera o trânsito intestinal, o que pode reduzir o tempo de exposição da mucosa intestinal a substâncias cancerígenas.

Estudos mostram que uma dieta rica em fibra pode diminuir o risco de câncer colorretal em até 20%. Além disso, a fermentação da fibra no intestino grosso produz ácidos graxos de cadeia curta, como o butirato, que têm efeitos anti-inflamatórios e anticarcinogênicos. Esses ácidos graxos ajudam a manter a saúde das células intestinais e podem inibir o crescimento de células cancerosas.

Troque as gorduras ruins por gorduras saudáveis

Conforme apresenta o acadêmico de medicina, Max Dias Lemos, o  tipo de gordura consumida na dieta também pode influenciar o risco de câncer. As gorduras saturadas e trans, encontradas em alimentos processados e de origem animal, têm sido associadas a um maior risco de vários tipos de câncer, incluindo câncer de mama e próstata. Por outro lado, gorduras saudáveis, como as encontradas em peixes, nozes, sementes e azeite de oliva, oferecem benefícios protetores.

A alimentação desempenha um papel fundamental na prevenção do câncer. Consumir uma dieta rica em antioxidantes, fibras e gorduras saudáveis pode ajudar a reduzir o risco de desenvolver a doença. Frutas, vegetais, cereais integrais, legumes, peixes gordurosos e azeite de oliva são alguns dos alimentos que oferecem benefícios protetores. Adotar uma dieta variada e equilibrada, rica em nutrientes e pobre em alimentos processados e gorduras saturadas, é uma das melhores estratégias para promover a saúde e prevenir o câncer. 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo